Ser Inteira...

Saber que se é luz e sombra. 

Deixar brilhar a luz sem deixar de acolher a sombra.

Permitir que o melhor em você se manifeste.

Ser Inteira...

Resgatar os pedaços de alma que deixou pelo caminho.

Olhar para as partes de si mesma que prefere não ver.

Fazer as pazes com elas.

Ser Inteira...

Cuidar da sua criança interior.

Superar os pontos da sua história em que você permaneceu fixada.

ESTAR PRESENTE.

Ser Inteira...

Ser a menina, a jovem, a mulher e anciã que existem em você.

Ser fada, maga, bruxa e feiticeira.

Ser guerreira e saber escolher em que batalhas entrar.

Ser Inteira...

Ser livre.

Saber que a liberdade tem máscaras misteriosas.

Não se deixar enganar por falsas liberdades.

Ser Inteira...

Aceitar a própria imperfeição.

Saber que nela reside sua beleza.

Se perceber humana!

Ser Inteira...

Estar conectada a outras mulheres.

Saber que somos muitas em uma e pedaços de muitas.

Saber que nossa força está em nossa conexão.

Ser Inteira...

Libertar-se da ideia de feminilidade que te venderam.

Saber que o Feminino caminha longe de padrões.

Conectar-se com essa força em você.

Somos mais fortes quando juntas.

Mais livres quando libertamos outras.

Mais seguras quando nos apoiamos.

Por um mundo mais feminino, pelo bem da humanidade!